By

1.Orçamento Participativo 
No dia 23 de Março do corrente ano, solicitámos à Câmara Municipal de Lisboa por intermédio de um requerimento (Req.27/2017) dirigido à Sr.ª Presidente solicitando esclarecimento escrito a fim de sabermos se a verba afeta ao Orçamento Participativo para 2016 teria sido totalmente aplicada nos projetos vencedores, e se não, porque não afetá-la à aquisição de uma viatura de socorro de animais sinistrados e abandonados, projecto que foi objeto de ampla votação pelos munícipes de Lisboa, uma vez que existem municípios, como por exemplo o de Oeiras que adquiriu esse tipo de equipamentos que cada vez mais se revelam essenciais para poder recolher ou resgatar animais da via pública, sobretudo se encontrarem feridos.

 

2.LxCRAS – Relativamente ao LxCRAS, foi aprovado um Estudo Prévio.

  • a)O que se pode esperar relativamente ao LxCRAS e ao seu desenvolvimento?
  • b)São referidos 39 animais que deram entrada no LxCRAS e que não se encontram em recuperação nem foram libertados. Qual a situação destes animais? Foram encaminhados para outras entidades?
  • c)Qual a razão para uma taxa de anilhagem de apenas 80%?

 

3.Espaços Verdes
Em menos de um mês, o Sr. Presidente referiu em duas súmulas de mandato, valores relativos à quantidade de novos espaços verdes criados na cidade de Lisboa: num caso 90 hectares e posteriormente foi referido 200 hectares.
a)Qual o número exacto de hectares de novos espaços verdes?
b)Qual a composição destes novos espaços verdes?

 

4.Declaração de Zona ECA
Para a Proteção do Litoral português, do Ambiente e das Pessoas, desde aprovação pela AML da Moção do PAN “Proteção do Litoral Português, do Ambiente e das Pessoas – Declaração de Zona ECA” (Moção n.º 1/106) que diligências é que a CML fez junto do Governo para que a Zona ECA fosse finalmente declarada e assim defender o ambiente, os cidadãos de Lisboa e a sua saúde?

 

Leave a Reply