By

– Outro fim para a Praça de Touros do Campo Pequeno –

A Plataforma Basta acaba de divulgar uma sondagem que revela que 69% dos cidadãos de Lisboa não concorda com a promoção das touradas no Campo Pequeno por parte da casa Pia de Lisboa nem com o apoio da Câmara Municipal de Lisboa à realização de touradas na cidade.

Em reacção a esta sondagem, Inês Sousa Real, Deputada Municipal do PAN na Assembleia Municipal de Lisboa, refere que “é um resultado expressivo em como os lisboetas não se revêem numa opção política de apoio institucional a esta actividade anacrónica. Não é possível compatibilizar a tauromaquia com o bem-estar animal, nem faz sentido que existam isenções para eventos desta natureza, como é o caso da isenção do IMI existente para a Praça de Touros, que só vêm perpetuar uma actividade em declínio. Queremos que Lisboa seja uma cidade de respeito para com os animais e que siga o exemplo de outras autarquias, como Viana do Castelo, e que a Câmara Municipal retire a imposição da realização de corridas de touros naquele espaço, para que o mesmo possa ser utilizado exclusivamente para outros fins.”

Face aos resultados divulgados, e a toda a polémica que tem envolvido a Câmara Municipal de Lisboa e o seu apoio à realização de espectáculos tauromáquicos no Campo Pequeno, o PAN já solicitou uma reunião com o Presidente da Câmara Municipal de Lisboa, Fernando Medina, com vista à urgente tomada de medidas nesta matéria e avança ainda que vai apresentar uma Recomendação na Assembleia Municipal de Lisboa para que a Câmara se abstenha de prestar qualquer tipo de apoio institucional à tauromaquia e que levante a imposição em causa.

Recorde-se que, a propósito deste tema, o PAN Lisboa já levantou várias questões à Câmara Municipal de Lisboa, nomeadamente quanto à possibilidade de revisão dos Estatutos da Associação de Turismo de Lisboa, de forma a impedir que entidades cuja actividade implique infligir sofrimento aos animais possam aderir e beneficiar do apoio institucional daí decorrente e se Câmara pretende ou não manter a imposição da realização das corridas de touros neste espaço. Nenhuma destas questões foi, até agora, respondida.

Outros dados desta sondagem revelam que 75% dos lisboetas são contra a utilização de dinheiro público para financiar touradas, o que inclui subsídios, isenção de taxas e benefícios fiscais, e que 89% da população em Lisboa nunca assistiu a uma tourada na Praça de Touros do Campo Pequeno. Esta sondagem foi encomendada pela Plataforma Basta e realizada em maio de 2018 pelo Centro de Estudos e Sondagens de Opinião da Universidade Católica. Foram inquiridos 1.000 cidadãos do concelho de Lisboa.

Estes dados surgem no momento em que o parlamento português se prepara para debater no próximo dia 6 de julho uma proposta do PAN que determina a abolição de corridas de touros em Portugal.

 

Leave a Reply